(14)
3322.1810
-
(14)
99650-4140
Como você quer ser atendido?

Imobiliaria Shalom    

Imóveis em Ourinhos e região

 

Capitulo XIV - O FÓRUM DA COMARCA DE OURINHOS

  Em 1915, o pequeno povoado de Ourinhos torna-se Distrito de Paz, subordinado à Comarca de Salto Grande do Paranapanema, quando a Câmara daquela cidade escolheu o Dr. Américo Marinho de Azevedo para subprefeito de Ourinhos. É a primeira autoridade executiva da história de nossa cidade. Ainda em 1915, foi criado o Distrito de Paz de Ourinhos, por meio do Decreto-lei Estadual n°. 21.484, com a nomeação do Juiz de Paz, Afonso Salgueiro, irmão de Eduardo Salgueiro.
  Cabia ao juiz de paz tomar as providências legais e administrativas para realizar eleições e viabilizar a criação do município. Três anos depois, Ourinhos é elevada à categoria de município, em 13 de Dezembro de 1918, por meio da Lei Estadual nº. 1618, cuja instalação se deu a 20 de março de 1919.
  No ano de 1939, foi instalada a Comarca Judiciária de Ourinhos, transferida de Salto Grande, tendo sido o Fórum, instalado primeiramente no prédio em que funcionava o Grêmio Recreativo de Ourinhos, passando mais tarde para o prédio onde atualmente está instalada a Prefeitura Municipal. Foi Abrahão Abujamra quem veio de Salto Grande para Ourinhos em 1939, com a transferência da Comarca Judiciária. Ele foi também o primeiro tabelião de Ourinhos. O cartório do 1°. Tabelionato de Ourinhos, atualmente, pertence à sua neta, Deisi Abujamra Bozon Verduraz.
  Um novo prédio foi inaugurado em 19 de setembro de 1977, abrigando o Fórum, o Cartório Eleitoral e o Ministério Público. Ourinhos é a sede da 25ª Circunscrição Judiciária, abrangendo os municípios de Piraju, Ipaussu, Santa Cruz do Rio Pardo e Chavantes. O município de Ourinhos conta ainda com instalações da Justiça Federal e da Procuradoria da República.

Juízes titulares que passaram pela Comarca de Ourinhos

Dr. Sylvio Cardoso Rolim 1939 a 1942
Dr. Brenno Caramuru Teixeira 1942 a 1945
Dr. Antônio da Rocha Paes 1945 a 1953
Dr. José Cardoso Filho 1953 a 1953
Dr. José Duílio Nogueira de Sá 1954 a 1954
Dr. Sylvio da Costa Lima 1954 a 1955
Dr. Windor Antônio Rosa dos Santos 1955 a 1962
Dr. Cláudio César Machado de Araújo 1963 a 1964
Dr. Joaquim Macedo Bittencourt Netto 1966 a 1967
Dr. Raphael Domingos Granato 1967 a 1967
Dr. Sérgio Rubens Penteado Manente 1967 a 1968
Dr. Rui Geraldo Camargo Viana 1968 a 1969
Dr. Hélio de Freitas 1969 a 1972
Dr. Maurício da Costa Vidigal 1973 a 1990
Dr. Miguel Cucinelli 1973 a 1983
Dr. José Almeida Prado 1984 a 1984
Dr. Pedro de Alcântara Lustosa Goulart 1984 a 1987
Dr. Luiz Eurico da Silva 1987 a 2003
Dr. Mário Álvares Lobo 1978 a 1978
Dr. Mariano de Siqueira Neto 1978 a 1979
Dr. Fernando Rodrigues Horta 1979 a 1979
Dr. Fábio de Oliveira Quadros 1979 a 1982
Dr. José Carlos Hernandes Holgado 1982 ativo
Dr. José Aparício Coelho Prado Neto 1990 a 2005
Dr. Nacoul Badoui Sahyoun 2003 ativo
Dr. Cristiano Canezin Barbosa 2005 ativo
Dr. Paulo André Bueno de Camargo 2005 ativo
Dr. Julio Felix de Faria 2005 a 2006
Dra. Raquel Grellet Pereira Bernardi 2006 ativa
Dra. Bárbara Tarifa Mordaquine Gazzolli 2007 ativa

Juízes de Direito em atividade em Ourinhos

  O Dr. José Carlos Hernandes Holgado é juiz desde 1978. Casado com Márcia Aparecida, tem três filhos: Renato José, Ricardo José e Edigiane.
  O Dr. Nacoul Badoui Sahyoun é juiz desde 1995, é casado com Ivanise e tem quatro filhos: Majla, Mirna, Nicolas e Sámia.
  O Dr. Cristiano Canezin Barbosa é juiz desde 1999; casado com Marisa. Tem dois filhos: Pedro Paulo e Theodoro.
  O Dr. Paulo André Bueno de Camargo, juiz desde 1999, é casado com Márcia.
  A Dra. Raquel Grellet Pereira Bernardi é juíza desde 1998. É casada com o Dr. Renato Benardi, procurador do Estado desde 1994.
  E a Dra. Bárbara Tarifa Mordaquine Gazzolli é juíza desde 2005, e casada com Demétrius Gazzoli. O casal tem uma filha: Isis.

Promotores de Justiça do Estado de São Paulo
que trabalharam no Fórum de Ourinhos

Dr. José Guarino Marcos Garcia- Promotor de Justiça 04.05.1965
Dr. Francisco Morais Ribeiro Sampaio- Promotor Público 04.06.1970
Dr. José Eduardo Teixeira Penteado- Promotor Público 04.01.1973
Dr. Luiz Carlos Galvão de Barros- Promotor Público 09.07.1974
Dr. Elpídio Edson Ferraz- Promotor Público 24.11.1976
Dr. Mario Candido Avelar Fernandes- Promotor Público 30.06.1978
Dr. Elpídio Edson Ferraz - 1ºv. Promotor Justiça 11.06.1983
Dr. Mario Candido Avelar Fernandes - 2ºv. Promotor Justiça 11.06.1983
Dr. Antônio Ferreira Pinto- 3ºv. Promotor Justiça 03.08.1984
Dr. Antônio Ferreira Pinto- 1ºv. Promotor Justiça 07.11.1984
Dr. Elpídio Edson Ferraz- 3ºv. Promotor Justiça 07.11.1984
Dr. José Alfredo de Araújo Sant'ana - 2ºv. Promotor Justiça 20.07.1985
Dr. José Benjamim de Lima- 2ºv. Promotor Justiça 08.07.1986
Dr. Antônio Lopes Baltazar- 3ºv. Promotor Justiça 16.09.1986
Dr. Enio de Toledo Piza Tebecherani - 1ºv. Promotor Justiça 06.03.1987
Dr. Ruy Pires Galvão Filho- 3ºv. Promotor Justiça 29.12.1987
Dr. João Aparecido dos Santos- 1ºv. Promotor Justiça 01.06.1989
Dr. Aguilar de Lara Cordeiro- 3ºv. Promotor Justiça 13.12.1989
Dr. Abel Pedro Ribeiro- 2ºv. Promotor Justiça 01.03.1990
Dr. Adelino Lorenzetti Neto - 2ºv. Promotor Justiça 01.05.1996
Dra. Viviane Aparecida Lima Silvestre- 1ºv. Promotora Justiça 02.10.1999
Dr. Silvio da Silva Brandini- 4º Promotor Justiça 02.12.2006
Dr. Marcos da Silva Brandini- 5º Promotor Justiça 01.10.2007

Promotores de Justiça em atividade em Ourinhos

  Dr. Aguilar de Lara Cordeiro, promotor de Justiça desde 09.01.1996, casado com Patrícia, tem uma filha: Maria Beatriz.
  Dr. Adelino Lorenzetti Neto, promotor de Justiça desde 1992, casado com Cíntia: tem três filhos. Bruna, Adelino Filho e Julia.
  Dra. Viviane Aparecida Lima Silvestre, promotora de Justiça desde 08.09.1993, casada com Sidney: tem três filhos. Evelin, Lílian e Marcelo.
  Dr. Silvio da Silva Brandini, promotor de Justiça desde 1994, tem três filhos: Alan, Silvio Jr. E Bruno.
  Dr. Marcos da Silva Brandini, promotor de Justiça desde 1992, casado com Debora, tem três filhos: Natalia, Helena e Lucas.

Procuradores do Estado de São Paulo que trabalharam em Ourinhos

  Dr. Hélio Bambini - de 23.02.78 e 22.11.78
  Drª. Maria Izabel Lorenzetti Losasso - de 15.05.79 a 05.07.79
  Dr. Irineu Tramonte - de 09.05.80 a 21.09.80
  Dr. Paulo Roberto Viviani Valença - de 22.09.80 a 08.07.88
  Drª. Maria F. Seixas Cheque de Campos Tanure - de 22.09.80 a 14.02.85
  Dr. João Masato Ueda - de 08.07.88 a 02.01.90
  Dr. Ricardo Pinha Alonso - de 01.06.89 a 03.04.95
  Dr. Renato Bernardi - de 07.10.94. Atual procurador; e está em atividade.

Relação de Varas e Diretores da Comarca de Ourinhos

  Administração Geral. Diretor: José Augusto da Silva Neto, casado com Miriam, tem três filhos: Thais, Thiago e Rebeca.

  Distribuidor Diretora: Vera Lúcia Silva Bertanha, casada com Luiz Carlos, tem dois filhos: Flavio e Rafaela.

  Juizado Especial Cível: Diretor: Valdir Colombo, casado com Inaê, tem uma filha, Beatriz.

  Serviço Anexo das Fazendas: Diretor: Carlos Gilberto Mobíglia, casado com Cristiana, tem uma filha, Maria Carolina.

  1º Oficio Cível. Diretor: Elizeu Dias, casado com Maria Isabel, tem três filhos: Camila, Fabio e Ana Paula.

  2° Ofício Cível: Diretor: Rilton Chahad, casado com Glaucia, tem dois filhos: Gabriel e Isadora.

  3° Oficio Cível: Diretor: Marcos Luiz de Albuquerque Périco, casado com Joseli tem um filho: Gabriel.

  1º Oficio Criminal: Diretora; Cláudia Regina Zanardo, casada com Jonas, tem dois filhos: Ângela e Guilherme.

  2º Oficio Criminal: Diretor: Rubens de Aguiar, casado com Maria Amélia, tem dois filhos: Vinicius e Felipe.

Relação dos Oficiais de Justiça da Comarca de Ourinhos

  Jepec: Antônio Arcangelo Breve, Cristiani Esper da Luz, Elenice Carrer, casada com Jessé, tem três filhos: Tamires Thaísa e Christian. Enizal Vieira, casado com Anita de Fátima, tem três filhos: Fábio, Marcos e Fernanda.
  Saf: Ademir Fantinelli, Marcos Antônio Marques Ribeiro, Valdeloir Santander.
1ª Vara Civil: Cleide Juliano da Costa, casada com Eduardo tem um filho, Murilo. Cristiane de Fátima Ferreira, Ilza Maria da Conceição F. V. Quarenta, casada com Cláudio, tem dois filhos, Lucas e Bruno. José Venâncio Gouvêa, Odair Donizeti Cezário Bachiega, casado com Jucimar, tem dois filhos, Samuel e Matheus.
  2ª Vara Civil: Alessandro de Souza Cruz, casado com Silvana e tem os filhos, Gabriel e Isabela; Alcir José de Oliveira, Cláudio Fernandes, casado com Lisemeri, pais de Leonardo; Claudinei Evangelista, casado com Regina tem dois filhos, Natália e Matheus; Luisa Helena do Prado Mendes, casada com Paulo César, o Batata; Roque Correa Filho tem um filho, Ivan.
  3ª Vara Civil: Carlos Henrique Frazato Prado, casado com Franciele e tem uma filha, Maria Luiza; Maria Lúcia Bonifácio Nunes, casada com Flávio, tem dois filhos, Verusca e Flávio Jr; Miriam Coutinho de Brito Thomé, casada com Adiel, tem dois filhos, Filipe e Tiago; Roberto Cezário Brachiega, casado com Marisa e tem três filhos, Roberto, Filipe e Guilherme; Terezinha de Fátima Vicente, casada com Alexandre e tem um filho, Orlando.
  1ª Vara Criminal: Carlos José Guimarães Parisotto, casado com Laide. Carlos tem dois filhos do primeiro casamento: Guilherme e Carlos Eduardo; Márcia Simonte Tavares e Vanderli Aparecida Ferreira Pedrotti, casada com Paulo, tem dois filhos, Bruna e Brenda.
  2ª Vara Criminal: Cláudio Quarenta, casado com Ilza Maria, tem dois filhos, Lucas e Bruno. Marta Ferreira de Godoi, casada com Flávio, tem dois filhos Lucas e Dennis; Nadir Cecília Evaristo dos Santos, casada com Antônio; Nelson Aristides Ferrazoli da Silva, casado com Lucia, tem três filhos: Thiago, Diego e Thaís.
Assistente Social: Ana Rosa Beffa é solteira. Maria Conceição Hansted Pocay é casada com Roberto, tem três filhos: Waldemar Henrique, Wagner Roberto e Marcio Augusto; Mirian Correia Teixeira Pereira; e Vilma Aparecida de Lima, que tem uma filha, Gabrielle.
  Psicóloga: Consuelo Biacchi Eloy, casada com Evandro, tem os filhos Armanda e Bárbara. Inês Moreno tem duas filhas, Mariana e Vitória; Izildinha Quijo tem uma filha, Alice.

Funcionários da 1ª Vara Cível da Comarca de Ourinhos

  Alessandra de Oliveira Bonato Franco, casada com Orlando; Cristiane de Fátima Ferreira; Edilene Sindice Morais, casada com Jurandir; Edson de Andrade Graciano; Edson Rodrigues Cassimiro; Josenita Ferreira da Silva Guincho, casada com Rubens; Lourdes Pedrotti; Ilza Maria da Conceição Franco Vieira Quarenta, casada com Cláudio; Odair Donizeti Cezario Bachiega, casado com Jucimara; Patrícia de Fátima Pedrofeza Andrade, casada com Ailton; Regina de Fátima Aguiar, casada com Marcio; Regina Calegari Evangelista, casada com Claudinei; Reginaldo Guilherme, casado com Rosangela. Sandra Regina Berton, casada com Adriano; Silvana Gimenes Segura, casada com Flavio; Silvia Regina da Silveira e Tânia Regina Sales.

Funcionários da 2ª Vara Cível da Comarca de Ourinhos

  Ademir Pereira de Andrade, casado com Sandra, tem o filho Vitor Hugo; Caiubi Rabelo de Souza, casado com Aparecida, tem duas filhas, Priscila e Paula; Sérgio Luiz Formigão, casado com Rosangela, têm dois filhos, Carlos Eduardo e Heloisa; Dorly Marchesani Benatto, casada com Benatto, tem dois filhos, Letícia e Tiago; Emília Miyoko Koga, casada com Nelson, tem um filho, Renan; Fabiano da Silva Scarparo; Aroldo Lourenço Mendes tem dois filhos, Giulia e Luiz Gustavo; José Aparecido Leme de Oliveira, casado com Madalena, tem um filho, Ricardo; Karina Baisch Severino, casada, com o médico Dr. Gilberto Severino, tem dois filhos, Henrique e Laura; Valéria Davini Mori, casada com Julio, tem uma filha, Juliana; Neusa Sato da Silva, casada com Jocinei, tem uma filha, Mariana; Mário Haruo Sekino, casado com Lourdes, tem um filho, Fabio; Roselena Maria R. Prado, casada com Afonso e tem dois filhos, Ana Letícia e Ana Claudia; Marielza Fonseca Maraston, casada com Fabio e tem três filhos, Pedro Henrique, Olívia e Otávio; Lucineide Ap. dos Santos Salles de Castro, casada com Mauricio, tem a filha Beatriz; Claudinei Evangelista casado, com Regina e tem dois filhos, Natalia e Matheus.

Funcionários da 3ª Vara Cível da Comarca de Ourinhos

  Glauce Fantinatti Martins, casada com José Henrique tem dois filhos: Luiz Felipe e Maria Fernanda; Márcia Botelho Meleiro Dutra, casada com Cláudio e tem um filho, Bruno; Maria Silvia Tavares Botelho Maranho, casada com Haroldo, tem a filha Mayara; Rosângela Aparecida Formigão, casada com Sergio, tem dois filhos, Carlos Eduardo e Heloisa; Magali Cristina Carrero Depisol, casada com Carlos Roberto, tem dois filhos, Renan e Raí; Marisa Fernandes; Simara Isaura Fatel, casada com Fernando; tem o filho Mateus Fernando; Roseli Monteiro Resende de Andrade, casada com Celso, tem dois filhos, Tiago e Diego; Mariceli Devidé Morales, casada com Marcel, tem dois filhos, Marcelino e Mateus; Paulo Aparecido de Godoi, casado com Janete, tem os filhos André e Alice; Maura Andréa de Souza Pereira, casada com Almir, tem dois filhos, Luis Fernando e Fernanda; Marlene de Oliveira Brito tem três filhos, Murilo, Milhena e Marlon; Lúcia Maria Magri de Castro, casada com Jair e tem os filhos, Giovani, Vanessa, Cassiano.

Funcionários da 1ª Vara Criminal da Comarca de Ourinhos

  Zoraide Aparecida Barone Perez, casada com Marcos, tem dois filhos, Bárbara e Gustavo. Sandra Regina Mandolini Barone Cavenago, casada com Otacílio; Lucimara Ribeiro Fonteque, viúva e tem uma filha, Amanda; Martha Bianchi Tavares dos Reis, casada com Jobson; Carlos Alberto Cutinhola Filho; Eduardo de Souza Cruz, casado com Juliana, tem um filho, Yves; Claudia Regina Zanardo, casada com Jonas, tem dois filhos, Angélica e Guilherme; Maria Aparecida de Carvalho Campeão, casada com Antônio, tem as filhas Mariana e Ana Carla; Márcia Regina Arantes, divorciada, tem duas filhas, Letícia e Juliana; Fátima Aparecida de Oliveira Cruz, casada com Celso, têm dois filhos, Celso Fabrício e Ana Lídia; Maria Áurea da Silva; Márcia Cristina Geidelis tem dois filhos, Isabela e João Vitor.

Funcionários da 2ª Vara Criminal da Comarca de Ourinhos

  Janete Natal de Souza tem um filho, Gabriel; Marisa Santos Bachiega, casada com Roberto Bachiega, tem dois filhos, Filipe e Guilherme; Vilma Aparecida Dias Lavachis, casada com Gilmar, tem três filhos, Flávio, Fernando e Ana Flávia; Marilda Cristina Oliveira Rodrigues, casada com Sérgio, tem dois filhos, Eduardo e Marcos; Moacir Perez, casado com Nilda, tem dois filhos, Ricardo e Flávia; Silvia Regina de Oliveira, solteira, tem o filho Gustavo; Paula Cibele Carrero Zardo, casada com Adilson, tem os filhos Afonso e Arthur; Maria de Jesus Tregues Diniz, casada com Luis Carlos, tem uma filha, Marana; Takashi Sagawa, casado com Maria Tatiana, tem a filha Julia; Rose Helena Henrique, solteira; Indaiara Vilela Rocha, solteira; Michele Cristina Dias, casada com Olavio, tem dois filhos; Lucas Henrique dos Santos, solteiro; Mateus Henrique da Silva Mendonça, solteiro.

Funcionários do Juizado Especial Cível da Comarca de Ourinhos

  Rosangela de Morais Gardim, casada com Isaias, tem dois filhos, Bianca e Felipe; Rose Eudes Romeira; Paulo Cesar Santo Piedade, casado com Sandra, tem dois filhos, Igor e Thais; Dalva Almeida Silva, casada com Robinson, tem dois filhos, Alex e Bruna; Ivone Ap. Duarte da Silva Borges, casada com Adilson, tem dois filhos, Letícia e Laura; Nilcéia Ap. Oliveira da Cruz, casada com Pedro e tem dois filhos, Vinícius e Mario.

Funcionários do Serviço Anexo das Fazendas da Comarca de Ourinhos

  Anísio Donizeti de Bastiani, casado com Neli, tem três filhos, Gisele, Bruna e Caroline; Cristina O. P. Amaral, casada com Jaime, tem dois filhos, Victor e Beatriz; Daniel Marrichi, casado com Vânia; Fernanda Pessoa Morales de Mendonça, casada com Lauro, tem dois filhos, Beatriz e Gustavo; Marcos Antônio Rocha de Campos Luz, casado com Sônia, tem dois filhos, Luis Eduardo e Marcus Vinícius; Marieni F. Targa, casada com Carlos Alberto, tem dois filhos, Carla e Ricardo. E Odília Nunes Faria.

O temor de um juiz
Uma história do Judiciário em Ourinhos

  Certa feita, o juiz, ao julgar uma contenda, deu a sentença favorável ao Jacintho Ferreira e Sá em desfavor de Coronel Antônio Evangelista da Silva, o Tonico Lista, famoso e violento político da região, que mandava matar os seus adversários. Temendo por sua segurança, o juiz tomou o trem para São Paulo no dia seguinte, fugindo do Tonico Lista. Seu nome era Francisco Cardoso Ribeiro. Jacintho Sá, em homenagem ao juiz honrado e decente, deu seu nome a uma importante rua de Ourinhos, a rua Cardoso Ribeiro (como ele era conhecido).
  Antônio Evangelista da Silva angariou simpatias e respeito de seus correligionários, mas também armazenou ódio, rancor e medo em seus inimigos políticos. A imprensa da oposição desenhou sua imagem como a de um bandido. Um jagunço sedento de poder e extremamente maquiavélico que, através de seus comparsas ou capangas, ia semeando tocaias (emboscadas) e vinganças para obter seus intentos. Ele foi acusado de mortes e espancamentos de adversários em diversos processos, todos encerrados sem conseqüências. Foi influente na região de Ourinhos até 1920.
  Um novo juiz de Santa Cruz do Rio Pardo tomou atitudes jamais sonhadas. O Dr. Arthur Mihic determinou a reabertura do processo em que Tonico Lista era acusado de ser o mandante da morte de José da Rocha e mais três pessoas. O juiz ordenou a prisão do coronel em 8 de outubro de 1921. No mesmo ano, encarregou-se também de Eduardo Salgueiro, que foi a julgamento como mandante da morte de Fernando Foschini em Ourinhos. Os dois casos repercutiram nos jornais da capital. Mesmo que os acusados tenham sido absolvidos, algo mudara na região.
  O último ato chegou para Tonico Lista na manhã de um sábado, no dia 8 de julho de 1922. Ele estava na venda de um conhecido, Misael de Souza, quando foi atacado a tiros pelo soldado Francisco Alves, ordenança da delegacia local. Tonico reagiu e conseguiu matar o agressor, mas saiu gravemente ferido. Levado para São Paulo em trem especial, morreu durante a viagem.
O assassinato foi premeditado e o soldado, um mero executante, que já faz parte de uma outra história envolvendo a política de Santa Cruz do Rio Pardo. Eduardo Salgueiro escaparia à prisão, viveria bem mais e morreria em paz. Do ponto de vista político, o desaparecimento de Tonico Lista e a renúncia de Salgueiro trouxeram conseqüências imediatas e visíveis para as duas cidades. Em Santa Cruz, abriu-se espaço para uma nova liderança e Leônidas do Amaral Vieira se elegeu deputado estadual. Jacintho Ferreira e Sá e seu grupo se fortaleceram em Ourinhos.

O falso Príncipe

  Conta o Dr. Hial que, durante seu tempo de Delegado de Polícia, teve casos inusitados, sendo um dos "causos" mais interessantes e misteriosos o do falso Príncipe que envolveu várias famílias importantes e tradicionais nessa cidade.
  O falso Príncipe foi manchete nos jornais da capital. A Polícia de Ourinhos prendeu no dia 23 de agosto de 1990 um homem que afirmou ser D. Pedro Carlos de Savóia Borbon Parma de Orleans e Bragança, de 42 anos, membro da família real brasileira. O "Príncipe", chegou à cidade há 40 dias e teria sido contratado por uma faculdade local.
  Uma reportagem sobre ele em um jornal local chamou a atenção do delegado Francisco José Hial, que passou a investigar sua vida. Segundo o departamento de trânsito de São Paulo, a placa do Voyage que ele dirigia pertencia a uma caminhonete F-1000. Detido para prestar esclarecimento, o "Príncipe" disse que havia alugado o carro em Blumenau e que o emprestara a um amigo e não notara a troca da chapa.
A polícia encontrou com ele 14 cartões de crédito norteamericanos e um passaporte em nome de Michael Mallory, expedido em Chicago.
Dom Pedro, Príncipe imperial brasileiro, dizia ser sobrinho de Dom Pedro Gastão - atual herdeiro do trono - bisneto da Princesa Isabel, tataraneto de Pedro II e tetraneto de Pedro I.
  O tal Dom Pedro que estava hospedado fazia dois meses numa chácara na região, seria filho de Victória Eugênia d´Orleans e Bragança e Dom Pedro José d´Orleans e Bragança, filho mais novo de Dom Pedro de Alcantara (o herdeiro do trono brasileiro) que, por sua vez, é filho da Princesa Isabel, casada com o Príncipe Gaston d´Orleans conde D´Eu e filha mais velha de Dom Pedro II, irmã de Dona Cristina e de Thereza Marianna.
  Depois de duas semanas de investigação, o Dr. Hial conseguiu revelar a verdadeira identidade do falso Príncipe: tratava-se de Milton Portugal, gaúcho de 42 anos, de profissão artesão. Hial informou que Milton Portugal foi engradado por falsificação de documento público, falsidade ideológica e tentativa estelionato.
  A sociedade ourinhense pagou o maior "mico" de sua história, hospedando-o em suas casas, dando-lhe tratamento real, sendo ele um vigarista bem afeiçoado, culto e de fino trato.

Francisco José Hial

A Vara do Trabalho de Ourinhos

  A Vara do Trabalho de Ourinhos foi criada pela Lei nº. 6.563, de 19/09/78 e instalada neste Município em 28 de abril de 1979, quando sua denominação era "Junta de Conciliação e Julgamento de Ourinhos". Sua Jurisdição, hoje, compreende os municípios de Ourinhos, Campos Novos Paulista, Canitar, Chavantes, Ibirarema, Ribeirão do Sul, Salto Grande e São Pedro do Turvo. No início, sua Jurisdição abrangia um número bem maior de cidades, que foi diminuindo com a criação e instalação das Varas do Trabalho de Assis e Santa Cruz do Rio Pardo.
  Na época, o Prefeito Municipal era o Engenheiro Aldo Matachana Thomé, e a então Junta de Conciliação foi instalada na Rua Expedicionários, 473 - Edifício Ovídio Portugal de Souza. Posteriormente, com o crescimento das atividades e conseqüente necessidade de aumento da capacidade física, mudou suas instalações para os endereços: Rua Silva Jardim, 379, no ano de 1992; Rua Benjamin Constant, 785, em 1998, e, finalmente, desde dezembro de 2005, acha-se instalada na Rua Paulo Sá, 565, em prédio especialmente construído, com móveis e equipamentos novos. Conta, atualmente, com treze servidores, sendo nove pertencentes ao quadro e quatro cedidos pela Prefeitura Municipal.
  Atualmente, o titular da Vara do Trabalho é o Juiz Dr. Levi Rosa Tomé e o Diretor de Secretaria é o Sr. Santiago Angulo Jaime. Recebe uma média de 1200 processos ao ano.

Juízes que foram titulares da Vara do Trabalho de Ourinhos

  Drª. Regina Maria Aparecida Baptista Corrêa - de 1979 a 1980
  Drª. Maria Zélia Pereira Bacelette - de 1980 a 1982
  Dr. Voldir Franco de Oliveira - de 1982 a 1992
  Drª. Veva Flores - de 1993 a 1994
  Dr. Edison dos Santos Pelegrini - 1994 a 1995
  Drª. Eliane de Carvalho Costa Ribeiro - de 1995 a 1997
  Drª. Adelina Maria do Prado Albino - de 1997 a 1998
  Drª. Regiane Cecília Lizi - de 1998 a 1999
  Dr. Levi Rosa Tomé - desde 19/04/1999 em atividade.

  A Vara do Trabalho de Ourinhos faz parte do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, sediado em Campinas, cuja Jurisdição abrange todo o Estado de São Paulo, à exceção da grande São Paulo e Baixada Santista que, por sua vez, fazem parte do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, sediado na Capital Estadual.

Associação Forense Esporte e Lazer, o sonho que virou realidade

  Afoel é um clube de campo dos funcionários da Justiça. Está localizado em uma área de 8.900 m2, na Estrada Vicinal Guaraiúva, ao lado do kartódromo e do Aeroporto, distante apenas cinco quilômetros do centro de Ourinhos.
  A idéia da fundação da AFOEL começou em 1979, quando um grupo de funcionários do Fórum de Ourinhos sonhava com um lugar onde pudesse reunir todas as pessoas que trabalhavam no Fórum e os amigos envolvidos com a Justiça.
  Fantasiavam a idéia de fundar um clube de lazer e usufruir os momentos de intimidade com a grande família forense, com o propósito de aliviar a rotina e a tensão do trabalho. Assim, a partir da utopia construiu-se realidade. Em 03 de julho de 1991, a Afoel foi reconhecida como Entidade de Utilidade Pública pela Lei Municipal nº. 3358, de 19.08.2001.
  Foi Toshio Misato e Clóyis (prefeito), Vereador Gregório que nos ajudaram na doação da aréa de terras. Arborização Terezinha Vicente e Ferrazoli, Odilia, Cipestres e Cercas Vivas, Enizal e Sebastião todas as demais plantas existentes, jardins Sonia e Valdir Palma.
  A primeira diretoria da Afoel teve como presidente, Terezinha de Fátima Vicente. A segunda diretoria, Odília Nunes Faria. A terceira, Waldir de Souza Palma. Na quarta diretoria, a presidência coube a Sonia Marisa Prado Martins, minha esposa, e sua diretoria era composta pelos seguintes membros: Eliseu, Waldir, Sérgio Formigão, Rilton, Enizal, Terezinha F. Vicente, Karina, Claudia Ferreira, Nilza Arjona, Anísio Donizetti de Bastiani, Carlos Mobiglia, Cláudio Quarenta, João Marcilio, Carlos Frazato, Lourdes Pedrotti e Odília. Seu mandato foi de 10.03.2003 a 10.03.2005. A quinta diretoria, para o biênio 2005/2007, teve como presidente Roque Corrêa Filho e sua diretoria é composta pelos seguintes membros: Rilton Chahad, Maria Áurea da Silva, Anísio Donizetti de Bastiani, Karina Baisch Severino, Renato Bernardi, Nelson Gallego, Luisa Helena Prado Mendes, Ana Rosa Beffa, Sandra Regina Berton, Décio Belinotti Filho, Carlos Gilberto Mobiglia, Maria Silvia Botelho Maranho, Audeli da Silva Soares, Alcir José de Oliveira, Reginaldo Guilherme, Cláudio Luis Rodrigues dos Santos e Fabiano da Silva Scarparo. Para o biênio 2007/2009 foi eleita a sexta diretoria tendo como presidente: Rilton Chahad; vice-presidente: Roque Corrêa Filho; 1º Secretária: Lucimara Ribeiro Fonteque; 2ª Secretária: Ana Rosa Beffa; 1ª Tesoureira: Maria Áurea da Silva; 2º Tesoureiro: Anísio Donizete de Bastiani; Diretora Social: Luisa Helena do Prado Mendes; Diretor de Esportes: Carlos Gilberto Mobiglia; Vogal: Sandra Regina Berton; Conselho Fiscal: Maura Andréa de Souza Pereira, Alcir José de Oliveira, Karina Baisch Severino, Alessandro de Souza Cruz e Helder Rogério Lorenzetti; Suplentes: Reginaldo Guilherme, Cláudio Luiz Rodrigues dos Santos, Fabiano da Silva Scarparo e Auxiliar de Escritório, Luiz Henrique Antunes Martins.

Capitulo XV ...

Eitor Martins

 

1


 
Voltar ao Índice do Livro ->>
 

 

 

Imobiliária Shalom - Creci - 34.012-SP
Rua Expedicionário, 312 - Ourinhos / SP
Telefone:(14) - 3322.1810
[email protected]
Redes Sociais
Como você quer ser atendido?
Copyright-2015 | RSG ARTES - Criação de Sites e Sistemas para Web | Imobiliária Shalom